domingo, 31 de outubro de 2010

Eu te amo meu Brasil


Na época em que nasci, meu país já não era mais livre.

Muitos militantes, enfim, todos aqueles que se indignavam com aquela situação do Golpe Militar, já havia perdido sua liberdade, visto confrontos armados, sofrido o exílio ou ainda estavam por sofrer qualquer coisa semelhante. Bastava pensar em um NÃO, acenar para qualquer coisa que lembrasse democracia e já se era visto ou punido como quem fosse perturbador da ordem e da paz, um desordeiro, vagabundo e desocupado. Os mais radicais dedicavam suas vidas literalmente a defenderem ideais de liberdade, igualdade, direitos humanos....

O que valia era ser um honrado cidadão, honesto, trabalhador que não questionasse o saber do Governo Militar. Vale lembrar que os horrores sofridos pelos militantes presos, também valiam para os jovens militares que se recusavam a executar fria e cruelmente ou mesmo prender ou torturar pessoas sob suspeita. Os pobres jovens militares eram chantageados a realizar tais atrocidades sob o terror das ameaças veladas, ou não, de ter suas famílias, orgulhosas de ter um filho fardado, mortas ou torturadas igualmente aos réus condenados, confessos sob tortura, pelo regime de governo vigente.

Depois de muita luta, confesso que também participei das passeatas estudantis, marchas na época em que a igreja praticava uma caridade militante, defendendo menores abandonados, mulheres vítimas de violência, trabalhos como o de Zilda Arns, enfim, dava gosto!!!

Graças a Deus e muitas manobras políticas, quantas manobras!!! Olha que interessante:



Temos concorrendo à nossa Presidência em segundo turno, dois militantes que naquela época eram contra aquele governo sombrio que dominou nossa amada Pátria, nossa democracia e jovem. Já tivemos isso antes com Lula e Fernando Henrique, mas dessa vez ainda temos uma mulher, e por falar de mulher tivemos uma Marina Silva, isso faz valer a evolução!!!



A luta valeu!!!



Parabéns Serra, parabéns Dilma, companheiros que de um modo ou de outro fizeram valer a democracia que vivemos hoje. Isso é evolução, questionamento o saber dizer sim, sim e não, não!!!



E como anunciado a pouco:



Uma mulher eleita Presidente. Que Deus ilumine a consciência dos políticos de nosso país.



Um comentário:

  1. Parabens pelo post Mone.
    Gde abraço, em divina amizade.

    Sonia Guzzi

    ResponderExcluir